quarta-feira, 20 de maio de 2009

"DOÍ MAIS A MIM QUE A ELE!!!!!"

Olá minhas queridas,
Hoje trago-vos um assunto...complicado!!!lolololo OUTRA VEZ!!

Quantas de nós já ouvimos a expressão saída da boca de uma Mãe ou Avó que quando repreendem seus filhos e por vezes lhes dão uma palmadita....DIZEM : "AI....DOI MAIS A MIM QUE A ELE!!!"""

Eu....ouvi esta expressão por diversas vezes ao longo do meu crescimento...(sim porque estamos sempre a crescer...qto mais nao seja para os lados..ihihi) e confesso que nem sempre compreendia o porquê de tanta dificuldade em dar uma palmada quando necessário....

Hoje...entendo!!!

Como a maior parte de vós....somos testadas ao limite pelos nossos rebentos...sei que são crianças, Bébés mesmo e que o que fazem é ainda inocente mas precisam de ouvir o NÂO...precisam de regras....e uma palmada no rabo....Um sacudir do pó á fralda como a minha Mãe diz que eu faço..lololo!!!

Pior é na altura das refeiçoes...quando começam a "cuspir" a comida...ai ai ai isso tira-me do sério...!!! Não é algo que ele faça sempre ( ou já tinha dado em doidinha) mas e muitas vezes quando estou mais stressada...é quando é pior. Já percebi que quando estou mais tensa e nervosa...algo que é normal hoje em dia no nosso ritmo de vida alucinante...que chegamos a casa e quase nao passamos da entrada de casa porque vamos imediatamente para a cozinha fazer o jantar...dar banho ao menino...etc etc etc...isto tudo ao fim de um dia de trabalho a juntar aos problemas que temos na nossa cabeça...deixa-nos impacientes...e à "sinhozinho MAlta ( para quem viu a novela á muitos anos..eheh CONTO ATÈ 10 e acalmo-me...!! Mas já lhe dei uma palmadinha na boca...cuspir comida....é mesmo do pior!!!

Agora...confesso também...que embora não chegue nunca a magoá-lo...porque não teria coragem de lhe "bater a serio"...fico....sempre....de consciência pesada...e muitas vezes tenho de agarrá-lo..abracá-lo....quase pedir.lhe que me desculpe!!!!

Como é convosco????

Mil e tantos beijinhusssssssssss

Obrigada pelo vosso apoio sempre presente que é de facto tão importante!!!

11 comentários:

Lipa disse...

Minha querida, pela cabeça já me passou até quase espancá-la quando me fez fitas de bradar aos céus. Nunca o faria, claro, mas que passou pela cabeça ai isso passou. Ainda só lhe dei umas palmadas na mão por duas vezes que ela me deu uma estalada. Fiquei mal cá por dentro, com remorso, mas não cheguei a abraçá-la. Aguentei (ihihihih). Não me parece ter resultado. Resulta melhor eu fazer cara de triste e deixar de brincar com ela. Ela fica preocupada e começa a rir, dar festinhas e dizer "olá" como quem diz "estás bem?" A ver até quando a consigo enganar assim eheheheh.
Beijinhos grandes!

Ce.Oliveira disse...

Ola
Linda como dizem uma palmada de vez em quando quando a merecem nunca fez mal a ninguemm!!!
Tenho ex de familiares que se tivessem levado a bela da palmada na devida altura hoje seriam pessoas de respeito!!
Devo dizer que passei essa experiencia com a minha irma!!
E é dura mas nao a abracei fiz ver que a palmada foi para ela ver que nao fez bem!! e que nao pode voltar a fazer a coisa porque é mau!!!
Resultou!embora acho que agora a palmada nao seja sufeciente pois acho que deve mais falar com ela e faze la entender do que a palmada!!!
Eu nao sei como ser com um filho meu!!!Mas digamos que tenho mais paciencia agora do que tinha a 5 anos atras la isso tenho!!
Boa sorte e nao o abraces quando lhe bates pois o que fizeste nao adianta de nada!!!
Beijinhos e boa sorte

Maria José disse...

Amiga eu uma vez dei uma palmada á Sofia porque como sabes andava com depressão e já não a conseguia ouvir chorar fiquei com tantos mas tantos remorsos que nem imaginas, mas entendo-te prefeitamente e não é fácil controlar.
bjokas

Carla Caseiro | fotografia disse...

Olá,

é verdade que me dói muito mais a mim..., mas de vez em quando lá sai palmada, principalmente quando chego ao 3!!!

Isto é, eu explico... Adotei uma técnica, digo:
- Ricardo, 1!;
- Ricardo, 2!;
e normalmente dá resultado e ele pára, mas se por acaso eu pronunciar o:
- Ricardo, 3!, então aí saí palmada, ou se sai.

è verdade que me sinto com remorsos, mas também não quero ter um bebé malcriado.

beijocas
CC

MarGui disse...

Como te entendo, para mim essa expressão sempre foi feia e uma desculpa. Mas hoje entendo-a perfeitamente, já varias vezes lhe dei uma palmada por ter feito birra e fico a sentir-me tão culpada por dentro por ter feito aquilo, apesar de saber que não lhe doeu. Ser mãe custa bastante as vezes!!!
beijocas

Rita disse...

Eu ainda nao sei como é comigo. Mas provavelmente a coisa é mesmo assim. As vezes tem que ser, mas doi-nos mais a nos do que a eles...sem sombra de duvida!

Maria disse...

Minha linda, muito obrigada pelas palavras que deixaste no meu cantinho.
Vou passar a ser visita aqui do teu, que conheci agora :)
Quanto ao resto... é mesmo assim, dói-nos sempre a dobrar!
Beijinhos grandes e parabéns pelo teu pequenino.

Marta disse...

Felizmente ainda nao tenho ese tipo de problemas...Mas imagino que deve ser super complicado, e a consciencia esteja sempre a matutar naquilo...Pensa que estas a fazer o melhor...e é so para ser bem educadinho ;P

Um beijo
Marta e Nuria

Rita disse...

Oh linda...nao foste t. Eu é que fui ver à net. Culpa minha apenas. No sabado tenho consulta o logo falo com ele. ***

Cakuxa disse...

Oláááá, já cá estou:-)

Gostei imenso de te conhecer, pena que tenha sido a correr!

Deve custar muito essas palmadinhas, mas é para o bem dele e não lhe magoa, como tu dizes e bem, magoa-te mais a ti!

Mil beijocas

Sofia,Pedro e Joana disse...

Olá querida mamã, realmente educar não é nada, nada fácil e por vezes deparamo-nos com estes dilemas...olha, algumas vezes eu também me sinto tentada a perder a paciência mas, como dizes, conto até 10 e respiro fundo. As birras, no fundo, são uma forma dos bebés nos testarem, para verem até onde podem ir. É complicado, sem dúvida...!
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana